Video
0

Padre Jonas Abib

eu o amo com toda força! s2

Advertisements
0

Viver como Sara e Tobias <3

Boa noite gente!

Estou apaixonada pela história de Sara e Tobias! Através de mensagem (em voz) do Monsenhor Jonas Abib, é uma catequese maravilhosa, um sermão maravilhoso, perfeito! Vocês podem ouvir nesse link:

http://vobr.webtvcn.com/2011/dezembro/25_00001%20PUROS%20COMO%20SARAH%20%20E%20TOBIAS%20MONS%20JONAS%20ABIB%20060496.mp3

Achei uma matéria relaciona no site da Canção Nova, e resolvi compartilhar pra quem queira conferir! VALE MUITO A PENA MESMO LER E OUVIR! Peço que por favor pelo menos ouçam! Espero que gostem:

A Bíblia nos conta que Tobit, pai de Tobias, pediu a seu filho para que fizesse uma viagem a uma terra muito distante e, para isso, pediu que ele procurasse alguém para acompanhá-lo. Foi quando Deus, na sua bondade, providenciou um companheiro que, mais tarde, iria se revelar: era o próprio Arcanjo Rafael. Foi Rafael quem conduziu Tobias até a casa de Ragüel, pai de Sara, com quem Tobias se casou.

Na noite do casamento, levaram o jovem esposo aos aposentos de Sara que o esperava. Ela tinha todo o direito de se dar ao esposo que Deusmesmo havia escolhido para ela. Tobias, que tinha se conservado casto até aquele momento, se levanta, volta-se para sua esposa e diz: “Levanta-te, Sara, e roguemos a Deus, hoje, amanhã e depois de amanhã. Estaremos unidos a Deus durante estas três noites. Depois da terceira noite consumaremos nossa união; porque somos filhos de santos e não nos devemos casar como os pagãos que não conhecem a Deus” (Tb 8,4-5 cf. tradução da Bíblia Ave-Maria).

 Preste atenção: “Porque somos filhos de santos, e não nos devemos casar como os pagãos que não conhecem a Deus”. Todos os rapazes e moças que são virgens, saibam: manter-se castos é uma graça de Deus! Por amor ao seu casamento e à sua família, mantenham-se firmes! Façam um compromisso de castidade ao Senhor!

 Por causa de “amigos” que contam vantagens e fazem mil insinuações, talvez você seja um daqueles que vive titubeando, sem saber mais o que é certo e errado. Saiba: é preciso querer a mesma graça de Tobias e Sara. Outros caíram e se machucaram muito cedo. Com você não precisa ser assim!

 Quando eu era menino queimei o meu braço com água fervendo. Até hoje tenho a cicatriz e tenho que tomar muito cuidado: pois qualquer queda o machuca, pois tornou-se uma região muito frágil e sensível.

 É incrível como o mundo e a tentação são cruéis com os homens! Muitos rapazes caíram e se queimaram também muito cedo. Sei que eles gostam de se exaltar contando aventuras! Mas francamente: infeliz de você que se queimou tão cedo! O certo era ter chegado virgem ao casamento! É que o mundo inverteu os valores. Mas, creia, a verdade não se faz por maioria!

 Se você fosse a um rio e encontrasse lá muito cascalho e pouquíssimo ouro, o que você pegaria: o cascalho ou o ouro? Claro que pegaria o ouro! Repito: a verdade não se faz pela maioria. Não é porque muitos caíram que você precisa cair.

 O mesmo acontece com as meninas: antigamente conservavam a virgindade até o casamento. Nos tempos atuais, infelizmente, o mundo, a televisão, as novelas têm mudado de tal maneira a cabeça das mulheres que elas acreditam, que chega a ser um vexame, conservar a virgindade.

 O que está em jogo é a sua pureza!

 Muitas meninas ficam com a cabeça confusa: “Será que estou certa? As minhas colegas constantemente falam na minha cabeça. Quase me empurram! Se recuso e não entro nessas aventuras, parece-me que sou menos que elas e sou fatalmente rejeitada…”

 Não, você não é menos: é mais! Se os rapazes “se queimam” quando têm relações antes do casamento, a “queimadura” para as mulheres é muito mais dolorosa.

 Neste imenso desafio de viver pureza e castidade, é triste ver pai e mãe aconselhando seus filhos a usar camisinha, porque, “afinal de contas, ninguém consegue se segurar”. É uma falsa prevenção!

 Temos que voltar àquilo que Tobias disse a Sara: “Porque somos filhos dos santos, e não nos devemos casar como os pagãos que não conhecem a Deus”.

 Os que se queimam são vítimas! Eles não são superiores aos outros!

 Assim como digo aos rapazes e moças que conservaram a sua virgindade que façam um compromisso ao Senhor de se conservarem virgens até o casamento, digo também àqueles que, por mil motivos, perderam a virgindade: façam, também, o mesmo compromisso com o Senhor: Daqui para frente, me comprometo com o Senhor, a viver em perfeita castidade até o casamento.

 Assim como cuido do meu braço, que já foi queimado, para que não se queime mais, também convido você para, a partir de agora, se manter “virgem” até o casamento.

 Seja qual for a sua história, por mais dolorosa que seja, Jesus é capaz de mudar seu interior e seu físico. Tem muita gente com vergonha de si mesmo e até do próprio corpo por causa das situações nas quais já foram vítimas.

 Assuma o que a Palavra de Deus nos diz:

 “Se alguém está em Cristo, é uma nova criatura. O mundo antigo passou, eis que aí está uma realidade nova” (2 Cor 5,17).

 Encantou-me o testemunho de uma moça que me disse: “Eu não era mais virgem: já tinha tido dois filhos. Quando ouvi uma palestra sua, em que o senhor nos convidava a permanecer virgem de alma e de corpo até o casamento, eu quis e me decidi do fundo do coração. Mas, me perguntei: Como se fará isso? Eu não sou mais virgem… Mas, permaneci firme e pedi ao Senhor a graça da virgindade, também no meu corpo”.

 Casei-me. Fizemos como Sara e Tobias e na primeira relação tive a impressão de que era a minha “primeira relação”. Tudo indicava que havia uma membrana oferecendo resistência e que, por fim, foi rompida. Agradeci a Deus, mas pensei que era impressão minha.

 Mas aquilo não me saia da cabeça. Tive coragem e conversei abertamente com meu esposo e ele me disse que percebeu a mesma coisa, mas não teve a coragem de dizer nada, porque ele havia se conservado “virgem” até o casamento: aquela era a sua primeira relação. Por isso pensou que tinha sido impressão dele. Agora ele mesmo podia afirmar: uma coisa incomum havia acontecido.

 Fiquei grávida. Toda a gravidez se passou como se fosse o primeiro filho. Mas isso poderia, com mais razão, ser uma impressão minha.

 Tive parto normal. A parteira toda feliz me disse: É o seu primeiro parto, não é? Eu tive que dizer-lhe: Não, já é o terceiro! A parteira não se conteve: Não é possível. A sua musculatura e todas as suas reações foram de primeiro parto! Ela não entendeu. Eu mais uma vez agradeci a Deus.

 Logo em seguida, eu tive um problema de retenção urinária, com muitas dores. A médica, quando examinou, me disse: Mas isso só acontece como conseqüência de um primeiro parto! O que aconteceu com você?

 Daí não tive mais dúvida. Padre, eu não sei explicar, mas tudo indica: o meu pedido foi atendido. O Senhor me fez virgem de alma e também de corpo!

 Eu também não tinha explicação. Só pude dizer a ela: Tudo indica: o seu pedido foi atendido!

 Agradeçamos ao Senhor:

 Obrigado, Senhor, porque limpas a minha mente! O meu coração! Os meus pensamentos! As minhas fantasias e lembranças dolorosas! Cobre-me com a Tua graça. Com o Teu amor. Concede-me a firmeza, a fortaleza dos santos, para que possa manter-me firme no propósito de viver a pureza e a castidade!

 Obrigado, Senhor, pela graça de recomeçar! Amém!

0

Mensagem do Monsenhor Jonas Abib s2

Eu estou junto com vocês nesta missão de evangelizar. Deus vos abençoe!<br />
#tamujuntojmj  http://www.rio2013.com/pt<br />

A verdadeira caridade

Há amor em você! Esse amor se chama caridade. O inimigo estraga tudo e acaba caricaturando o que há de mais lindo. Isso foi uma profanação que ele fez.

Hoje caridade significa dar esmola, doar algumas coisas, muitas vezes, sem compromisso, tanto assim que se diz por aí: “Eu não quero saber de caridade; se você quiser me dar alguma coisa, me dê, mas não quero saber de caridade”.Muitos pobres dizem isso. Por quê? Porque a palavra “caridade” tornou-se uma caricatura. Mas caridade vem de cáritas. Cáritas vem de caris. Caris deu a palavra carisma, e caridade vem daí.

A verdadeira caridade é a união do amor divino com o amor humano. Deus lhe deu amor. No começo da criação o amor era puro, como a nascente de água que sai da serra. O seu amor era amor de Deus. Depois veio o pecado original e envenenou a fonte, o amor se misturou com sensualidade, com sexualidade, egoísmo, ganância, cobiça.

Quando veio no poder do Espírito Santo, Jesus deu a esse amor o nome de caridade. É um dom. Um presente. É o próprio Espírito Santo amando e misturando em você o amor divino com o amor humano. Isso é caridade!

O Senhor quer nos batizar nesse amor, que é caridade, para que, daqui para a frente, a nossa sensibilidade tire de dentro de nós amor verdadeiro. Amor que é doação, serviço, entrega. Amor que, muitas vezes, é sacrificar-se, doar-se e esquecer-se de si, perder por causa dos outros. Amor que muitas vezes é perdoar, desculpar, suportar, agüentar, dar, ouvir, passar noites sem dormir.

Monsenhor Jonas Abib
Fundador da Comunidade Canção Nova

0

Biografia de Monsenhor Jonas Abib

Jonas Abib nasceu no dia 21 de dezembro de 1936, em Elias Fausto (SP). É filho de Sérgio Abib, de descendência sírio libanesa, e de Josepha Pacheco Abib, de descendência italiana. Aos sete anos, iniciou o curso de primeiro grau no Colégio Padre Moye, em São Paulo, dirigido pelas Irmãs da Providência de Gap.

Aos 12 anos, passou a estudar no Liceu Coração de Jesus, também na capital paulista, e a trabalhar nas oficinas de artes gráficas. No ano seguinte, foi transferido para o Colégio São Manoel, de Lavrinhas (SP), com o objetivo de integrar-se no seminário salesiano. Mais tarde partiu para Pindamonhangaba (SP) para cursar o ensino médio, no Instituto do Coração Eucarístico, e em seguida foi estudar Filosofia, no Instituto Salesiano de Filosofia e Pedagogia, em Lorena (SP).


Terminada esta etapa, cursou Teologia em São Paulo no Instituto Teológico Salesiano Pio XI do Alto da Lapa e foi ordenado sacerdote em 1964. Escolheu o seguinte lema: “Feito tudo para todos”. Neste período, ainda lecionava na Faculdade de Ciências e Letras de Lorena (SP), dando assistência à juventude por meio de encontros e retiros.

Em 1971, Padre Jonas conheceu a Renovação Carismática Católica, que marcou sua vida e ministério. Empenhou-se mais ainda no trabalho com a juventude e em 1978 fundou a Comunidade Canção Nova, que tem a missão de evangelizar pelos meios de comunicação social.

No ano de 2002, padre Jonas celebrou os 25 anos da Comunidade. Também neste ano, o sacerdote encontrou-se com o Papa João Paulo II. Em 2004, consagrou, em Portugal, a TV CN no altar do mundo, juntamente com todo o Sistema Canção Nova de Comunicação e os membros e sócios desta obra.

Em 2005, o sacerdote participou dos funerais do Papa João Paulo II, no Vaticano, e acompanhou o processo de eleição de Bento XVI. Em 2006, recebeu o prêmio Santa Clara, da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), pelo documentário Concílio Vaticano II, produzido pela TV Canção Nova.


Aos 70 anos de idade, gravou, no dia 10 de agosto de 2007, seu primeiro DVD musical, intitulado “Como é linda a nossa família”. O show foi realizado no teatro da Amam, em Resende (RJ), e teve a participação de cantores da Canção Nova. Lançado no dia 2 de fevereiro de 2008, quando a Comunidade completou 30 anos, o trabalho apresenta algumas das melodias consagradas em sua caminhada na música católica.

Memorias Biográficas Padre Jonas
1948 – Coroinha no Liceu Coração de Jesus
1949 – Aspirantado
1954 – Noviciado Salesiano – Pindamonhangaba
1955 – Faculdade Filosofia – Lorena
1958 – Professor em Lavrinhas
1960 – Votos Perpétuos
1961 – Formação Teológica
1964 – Ordenação
1965 – Primicias Sacerdotais
1968 – Encontros de Juventude
1970 – Pré Canção Nova
1971 – Efusão do espirito Santo

Os ano de 2007 e 2008 foram das homenagens e do reconhecimento. Em 17 de outubro, padre Jonas recebeu o título de monsenhor, concedido pelo Papa Bento XVI a pedido do bispo da diocese de Lorena (SP), Dom Benedito Beni Santos.

O sacerdote recebeu ainda uma homenagem em sua cidade natal, Elias Fausto, interior de São Paulo, em reconhecimento às contribuições feitas à Igreja. No dia 30 de novembro, monsenhor recebeu mais uma homenagem. Desta vez na Câmara dos Deputados, em Brasília, pelos 25 anos da Fundação João Paulo II e pelos 30 anos da Comunidade Canção Nova. Além disso, em 25 de abril de 2008, foi homenageado na cidade de São Vicente, também pelas contribuições realizadas na Igreja.

No dia 9 de agosto, o fundador da Comunidade Canção Nova recebeu permissão e concelebrou uma Missa na Catedral de Lorena (SP), seguindo o rito oriental Maronita. Estiveram presentes o Bispo da Diocese de Lorena, Dom Benedito Beni, e o Bispo Maronita do Brasil, Dom Edgar Madi. A Igreja Maronita, tradicional no Líbano e com ritual próprio, é uma igreja cristã, do rito oriental, em plena comunhão com a Fé Apostólica.

Hoje, além de pregador internacional, músico e escritor, monsenhor Jonas é membro do Conselho Nacional da Renovação Carismática Católica e da Diretoria Executiva da Fraternidade Católica Internacional – órgão ligado ao Pontifício Conselho para Leigos da Santa Sé, em Roma – e presidente da Fraternidade das Novas Comunidades de Vida e Aliança no Brasil.

Fonte: http://wiki.cancaonova.com/index.php/Monsenhor_Jonas_Abib

0

Deus não abandona nem mesmo aqueles que o abandonam!

Bom dia Espirito Santo, o que vamos fazer juntos hoje?

Amados, Deus sempre faz para nós o que nos faz bem, o que nos salva. Mas para isso acontecer é preciso que deixemos Ele entrar na nossa vida, deixar sempre as portas do nosso coração abertas para Ele. É preciso que nós queira e saiba da importância de andar nos caminhos do Senhor, que reconhecemos que nos perdemos e voltemos-nos para Deus. DEUS ‘ACUSA’ NOSSOS PECADOS PARA QUE NÓS VEJAMOS QUE ERRAMOS E NOS ARREPENDEMOS, pois é no arrependimento que alcançamos o perdão de nosso Senhor!

“No remorso, o pecado é acusado!” (Márcio Mendes)

Quando estamos passando por uma tribulação, nunca deixamos esses dias difíceis fazer com que pensamos que ”Deus não gosta mais de mim”, ” Deus esqueceu de mim”, entre outras frases que nem DEVE ser comentada. Quando você se sentir desagradado com Deus, coloque-se de joelhos, ore e pergunte ao SEU CORAÇÃO: ” Não será que é para o meu bem que  isso não está acontecendo?” Todos os caminhos do Senhor são POR AMOR, onde Deus está te levando ninguém sabe, mais se for da VONTADE DELE é por bondade e um amor incondicional!

Mas como saber se o caminho que estou andando é o Senhor que está preparando? Sei que muitos fazem essa pergunta diariamente. Vou responder segundo as palavras do nosso querido Monsenhor Jonas Abib: ”REZE, REZE, REZE!”. É esse o segredo gente! Joelho no chão, jejum e vamos orar, pedir direcionamento ao nosso Senhor! E fazendo isso, Ele já prometeu a nós em Salmos 25, 8-9 que diz o seguinte:

O Senhor é bom e reto por isso mostra o seu caminho aos pecadores, encaminha os humildes aos direitos, ensina os humildes ao direito”

AMÉM! Que pela intercessão de São Padre Pio, e pelas bençãos de nosso Senhor Jesus Cristo, todos nós caminhemos pelo caminho de Deus SEMPRE! Fique com Deus, BOM DIA!